quarta-feira, 30 de maio de 2012

INSTRUMENTALIDADE DO SERVIÇO SOCIAL

INFORMAÇÃO-DOCUMENTAÇÃO

A informação é tudo no trabalho do Assistente Social, é por meio dela que tomamos conhecimento da realidade com  a qual convivemos. é importante ressaltar que para um bom trabalho é necessário contar com algumas técnicas que nos orientam para o agir profissional. Por exemplo a documentação com a qual o Assistente social trabalha no dia a dia , é de essencial importância na organização das idéias e planejamentos.
é interessante registrar tudo que possa nos auxiliar na tomada de decisão e no planejamento.


Existe a documentação a qual é desenvolvida no campo de atuação, como: Caderno de campo, relatórios e ocorrências específicas; relatório de estudos iniciais sobre as características gerais da realidade, relatórios periódicos de apresentação, avaliação das ações desenvolvidas, entre outros(SOUZA,2004)


Caderno de campo: registram-se ocorrências diárias, datas  e horários das ações relatadas, informes gerais sobre a área e sobre a realidade de participação da população.

Relatórios de Estudos iniciais

Registro sistemático das características gerais, interesses e preocupações da população. assim como dos indivíduos e grupos que vão se constituindo pontos de apoio para o desenrolar dos trabalhos, pode ser elaborado a partir do caderno de campo e dos relatórios de reuniões e ocorrências específicas(SOUZA,2004)

RELATÓRIO-REGISTRO

Deve-se evitar escrever durante um atendimento, poi isso poderia constranger o usuário e fazer com que ele não se sinta á vontade para colocar suas inquietações, mas é imprescindível que exista o relatório-registro que é onde será anotado o atendimento de um modo detalhado, o que foi decidido, enfim.. para que seja possível dar continuidade posteriormente ao atendimento de forma adequada.

Existem tipos de relatórios- são eles

Relatório Informativo- visa informar dados ou fatos. Muito comuns nas atividades de triagem, eles ainda podem ser utilizados em : plantões; encaminhamentos realizados.As vezes o relatório informativo vem acompanhado por algum comentário do profissional.

Relatório circunstanciado: este relatório é usado pela área forense, quando existe uma situação de emergência , por exemplo uma criança em situação de risco e necessita de abrigamento. Assim relata-se a situação da criança e apresenta-se ao juiz responsável ; o laudo referente ao caso é emitido posteriormente, após estudo mais detalhado acerca da situação

Relatório de visita domiciliar: são realizados após uma visita domiciliar, deve conter informações precisas, enfocando o que realmente é relevante para o alcance dos objetivos.


LEGAL ANALISAR

A forma textual dos relatórios de visita: o relatório de visita, por sua vez, atém-se mais à parte descritiva e avaliativa do contexto sociofamiliar ou relacional. Via de regra, não contém conclusões, uma vez que, em si, a visita é um instrumento de apoio à avaliação final.
Observe-se que descrever não significa ressaltar detalhes que em nada auxiliam na avaliação. O uso excessivo de adjetivos, impressões de cunho pessoal e não profissional enriquecem textos literários, que não o objeto de registro de uma visita domiciliar. Além do mais, esse tipo de relatório deve conter dados de análise sobre o observado. 
Número de cômodos, por exemplo, só é informação importante se analisada sob a luz de privacidade familiar, ou da condições socioeconômicas da família visitada. Pode ainda, revelar dados concernentes ao papel e ao lugar dos membros da família naquele contexto.
Determinados fatos devem ser descritos e analisados sob o ponto de vista profissional, ou seja, de determinada área de competência. Caso contrário, basta elaborar um questionário de visita e nomear qualquer funcionário para preenche-lo. Relatar profissionalmente uma visita implica avaliação sob o ponto de vista de uma área do saber.

Fonte: MAGALHÃES, Selma Marques. Avaliação e linguagem: relatórios,laudos e pareceres. São Paulo: Veras Editora,m2003




Relatórios de inspeção: ...devem contar em seus registros, com exposição e a  descrição daquilo que foi observado no decorrer da visita (MAGALHAES,2003) Inclui um parecer profissional acerca da questão em pauta( providencia a serem tomadas possibilidades viáveis, objetivos a serem atingidos...) sempre em consonancia coma legislação vigente e pertinente ao caso.


BIBLIOGRAFIA:Sikorski, Daniela- oficina de formação: instrumentalidade do serviço social

Nenhum comentário:

Postar um comentário